Coldplay em Buenos Aires. [Intimidade para mais de 70 mil + Michael Jackson + Politik]

27 fev

por SQ.

Já tinha me esquecido como era ir a um show desse porte: uma verdadeira aventura. Ônibus; metrô; caminhada; quatro horas em pé e empurra-empurra a cada cinco minutos. Calor; desmaios e cheiro de baseado por todo lado. Life In Technicolor reverberava a todo volume. Pular ou ser pisoteado. Pular é claro.
leia na íntegra.

Os argentinos tem mania de fazer coro para qualquer riff das canções. Com Life In Technicolor não foi diferente. Primeira música do show e já estávamos todos ali: pulando no gramado do Monumental de Nunes como se fossemos uma grande torcida organizada, a torcida do Coldplay. A cada intervalo entre as canções o publico logo puxava o famoso Ole ole ole, Coldplay, Coldplay. Imagina quando tocaram Viva la Vida.

Logo no começo a banda emendou três canções antigas: Clocks, In My Place e Yellow. Essa ultima com uma porção de balões amarelos saltitando nas nossas cabeças. Mas pode deixar, não vou resenhar música por música, porque isso eu também acho meio chato. Só vou destacar os pontos mais interessantes. Na minha opinião, é claro.

Eu só tinha visto o Coldplay em 2003 em São Paulo, na primeira vez que eles foram ao Brasil. O show foi na Via Funchal, pra mais ou menos quatro mil pessoas. Sete anos depois, agora para mais de setenta mil, lá estava o Coldplay na minha frente novamente.

Eu ainda prefiro o primeiro show, pela intimidade e pelo momento da banda. Por outro lado, o show de ontem foi magnífico. Um espetáculo gigante – embora com aparato técnico relativamente simples, se comparado aos shows do U2 – para um público gigante. Apesar de toda a grandeza, o show teve vários momentos de grande intimidade, pelo menos pra quem estava no gramado. Em vários momentos a banda toda se reuniu na passarela bem próxima ao público e executou canções bastante intimistas, inclusive um cover do Michael Jackson.

Ah, e não dá pra esquecer também o momento da ola com os telefones celulares. Chris Martin dirigiu uma ola nas arquibancadas onde as pessoas levantavam com seus celulares acessos. Foi a primeira ola noturna que eu vi, e realmente foi surreal; algo que só um show desse porte poderia oferecer.

Minha música predileta foi Politik. Foi a primeira música do primeiro BIS. E eu me pus a pular freneticamente, porque era o Coldplay que mais me lembrava do primeiro show em São Paulo, afinal, eles começaram aquela noite com Politik. Mas depois de alguns instantes eu percebi que não estava em 2003 senão em 2010. Poucas pessoas pulavam ou cantavam aquela canção. A maioria estava ali mesmo pela “onda” do Viva la Vida. Me senti sozinho por alguns segundos ao lado de mais de setenta mil pessoas. Pero, dale! Pulei e cantei a plenos pulmões toda Viva La Vida e seus coros; e verdade seja dita: é uma puta música. Quem puder aproveite no Brasil!

Setlist
• Life In Technicolor
• Violet Hill
• Clocks
• In My Place
• Yellow
• Glass of Water
• Cemeteries of London
• 42
• Fix You
• Strawberry Swing
• God Put A Smile Upon Your Face Partial Techno Remix
• Talk Partial Techno Remix
• The Hardest Part Chris Solo Piano
• Postcards From Far AwayChris Solo Piano
• Viva La Vida
• Lost
• Death Will Never ConquerAcoustic – sung by Will
• Billie JeanAcoustic (Michael Jackson cover)
• Don Quixote: first time ever

Encore I

• Viva La Vida (Remix) Pre-recorded
• Politik
• Lovers In Japan
• Death And All His Friends

Encore II

• The Scientist
• Life In Technicolor ii
• The Escapist

Anúncios

5 Respostas to “Coldplay em Buenos Aires. [Intimidade para mais de 70 mil + Michael Jackson + Politik]”

  1. Douglas 1 de março de 2010 às 18:50 #

    Incrivel como só aumentaram a paixão do publico apenas com um hit após meses de ausencia.

  2. chuty 2 de março de 2010 às 16:32 #

    Incrivel como tem bobo para fazer um comentário como o de cima. Pior é o erro de concordância da frase.

  3. espirrodabrisa 2 de março de 2010 às 21:04 #

    Eles tocaram os plágios também?

  4. Hypezinho do barulho 3 de março de 2010 às 0:20 #

    É isso aí, irmãozinho chuty! Chute bundas! Detone!

  5. chuty 3 de março de 2010 às 13:57 #

    o pior que esse maluco aí, pelo que sei, é o maior baba ovo. nao resta dúvidas agora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: