Striking Quadra

Qual a graça de ir numa festa e não dançar? Ficar apenas andando pra lá e pra cá, ou quando muito, entrar numa pista pra só bater timidamente a pontinha do pé e sacudir os braços feito um João-bobo. Pois é. Não tem a menor graça ficar numa festa assim. Muita gente fica porque os DJs não ajudam. Sempre tocando as mesmas porcarias sem melodia ou remixando canções, que até são boas, mas quando a gente começa a cantar e se empolgar, logo tiram a letra pra colocar mais uma batida em cima… e fica nisso. Repetindo apenas a primeira frase trezentas vezes, que tédio.

(Blue Monday – New Order) = How does it feel????…. How does it feel????…………………… How does it feel??………….How does it feel??? OK! Já entendemos! Mas queremos ouvir o resto da música! Ou tá dificil?

Em todos os cantos do Ocidente a gente tem conhecimento de baladas ou de festas alternativas que fogem do padrão remixado. De Djs que não se ocupam em estragar uma música, mas que tocam-na a partir de seus originais; e fazem da escolha-seqüência delas sua principal virtude.

A Striking Quadra, como qualquer festa alternativa, surge a partir de um cansaço, uma saturação do mesmo. Principalmente numa cidade do interior, onde o entretenimento é escasso e as opções de divertimento são tediosas, por si só, ou acabam se tornando monótonas.

É alternativa não por auto-rotulação de estilo, mas por dar opção a novas possibilidades. É underground porque é sem intuito exclusivamente financeiro e porque sua pista de dança parece um quarto de uma casa. E é totalmente divertida porque é feita para gente divertida.

E é pequena porque é na quadra! Mas quando a gente sai da quadra também é legal, como nessa noite na Republikka Club.

Créditos de filmagem/edição/e parceria : João Lucas Rodrigues.

Uma resposta to “Striking Quadra”

  1. Melina 8 de novembro de 2009 às 15:11 #

    Curtindo demais essa rádio! Como é bom ter uma opção diferençiada em Birigui e não só na city, não é mesmo? Tenho projetos pra trabalharmos em parceria. Ideia, criatividade e boa vontade é o q não falta. E q na verdade trasborda esperando lugar pra se canalizar da melhor forma possível em benefício de todos. Que assim seja, aconteça!

    Abraço e obrigada pela iniciativa!

    Melina Mel!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: